Últimas Notícias

BARCELONA VENCE SEVILLA NA SUPERCOPA

Barcelona vence Sevilla na Supercopa da Espanha com golaço de Dembélé e Messi de capitão



Messi começou sua fase como capitão do Barcelona da melhor maneira possível: levantando um troféu. O time catalão venceu o Sevilla neste domingo por 2 a 1, no estádio Ibn Batouta, no Marrocos, e conquistou sua 13ª Supercopa da Espanha - o clube é o maior ganhador do torneio.

Os comandados de Pablo Machín até saíram na frente com Sarabia, mas tentos de Piqué e um golaço de Dembélé, num tiro de fora da área, deram o triunfo à equipe de Ernesto Valverde.

O resultado deu o primeiro título do ano no país ao Barcelona, uma vez que a competição foi disputada pela primeira vez em jogo único e num estádio neutro, na cidade de Tânger, na África. Messi também levantou seu primeiro troféu como dono permanente da braçadeira, substituindo Iniesta.

O duelo também marcou o debute do VAR no futebol espanhol, além da estreia de Arthur em partidas oficiais. O brasileiro saiu de campo aos sete da segunda etapa, ao dar lugar para a entrada de Philippe Coutinho.

Agora, o Barcelona volta a campo já nesta quarta-feira, pelo Troféu Joan Gamper, diante do Boca Juniors, às 13h10, com transmissão da ESPN Brasil e do WatchESPN. Três dias depois, estreia em LaLiga ao receber o Alavés.

A equipe rojiblanca, por sua vez, terá a Europa League pela frente na quinta-feira, ao receber o lituano Zalgiris Vilnius pelo jogo de volta da 3ª rodada classificatória. No domingo, estreia no Campeonato Espanhol ao visitar o Rayo Vallecano.

Como esperado, o Barcelona teve mais a bola no primeiro tempo e comandou as ações. Quem saiu na frente, porém, foi o Sevilla. Logo aos nove minutos, Muriel fez ótima jogada no contra-ataque e deixou Sarabia na boa, dentro da área, para abrir o placar – o árbitro de vídeo ainda interveio para confirmar a posição legal do meia-atacante.

Os catalães seguiram trocando passes e tentando uma pressão, mas foi só no final da primeira etapa que veio o empate, com a genialidade de Lionel Messi. O argentino cobrou falta frontal com força, na trave, e Piqué conferiu o rebote para deixar tudo igual.

A segunda etapa foi de boas chances para os dois lados, que viram finalizações pararem nos goleiros e na trave. Quem decidiu a partida, entretanto, foi Dembélé. O francês acertou um foguete de muito longe, aos 33 minutos, e desempatou a disputa.

E o resultado só não mudou porque aos 44 minutos o goleiro Ter Stegen caiu para seu canto esquerdo e pegou pênalti mal cobrado por Ben Yedder, garantindo a conquista.

Sem comentários