Últimas Notícias

SECRETÁRIO DE EDUCAÇÃO DIZ QUE NUNCA FALTOU DIÁLOGO E PEDE “BOM SENSO” DO SINPROLEM





O Secretário Municipal de Educação de Luís Eduardo Magalhães, Leandro dos Santos, concedeu entrevista coletiva na manhã desta quarta-feira, 11, para rebater as reivindicações do Sindicato dos Professores – SINPROLEM, que além de listar 14 pontos manteve para quinta-feira, 12, uma manifestação em frente ao prédio da prefeitura. 

Leandro dos Santos fez referência à pauta de reivindicações do Sindicato dos Professores, apresentando a argumentação do Município para cada item, e garantiu que durante esses 18 meses de gestão nunca faltaram diálogo com os representantes da categoria. 

De acordo com o secretário de educação, o Sindicato dos Professores de Luís Eduardo Magalhães enviou comunicado para a prefeitura confirmando que se a gestão não atendesse as reivindicações a paralisação estaria mantida, para quinta-feira, 12. “Fomos surpreendidos com a notícia da paralisação e essa lista de reivindicações divulgada pelo Sindicado” disse Leandro. 

Leandro dos Santos chamou atenção para o primeiro item que trata do reajuste salarial, segundo o secretário o aumento foi acima da média nacional que era de 6,81%, no entanto o prefeito Oziel Oliveira determinou um reajuste de 7%, e como já foi acordado os servidores já recebem desde janeiro, o item nem deveria estar em pauta. 

Sobre a superlotação das salas de aula, o secretário disse que ainda nesta semana o município deverá publicar edital de licitação para construção e conclusão de uma escola com 12 salas de aula, ele lembrou que na gestão anterior não foi construído nem uma unidade escolar. 

Outro item que foi justificado pelo secretário estar relacionado á licença-prêmio, antiga reivindicação da categoria, conforme Leandro, nesse momento o município não reúne condições para autorizar a liberação de 110 professores de uma só vez, por isso esse pedido foi indeferido, mas este ano até agora já foram contemplados 24 educadores. 

Leandro dos Santos finalizou a coletiva afirmando que hoje várias instituições como a APAE e o próprio Sindicato dos professores tem servidores cedidos pela Secretaria de Educação, ao todo são 115 educadores o que equivale as horas reclamadas. 

A manifestação dos servidores da educação de Luís Eduardo Magalhães estar prevista para iniciar as 8h da manhã desta quinta-feira, 12. 

No comunicado, o Sindicato da categoria, o SINPROLEM faz uma série de reivindicações, como o pagamento correto das férias e do 13º, do auxílio transporte e auxilio alimentação e gratificação aos professores com alunos especiais, além da retirada de professores de desvio de função. São 14 itens. 



VEJA AS PRINCIPAIS REIVINDICAÇÕES DA CATEGORIA 



Reajuste salarial de 7%; 

Não liberação das licenças prêmios; 

Cumprimento da lei do piso (carga horária); 

Pagamento correto das férias e 13º salário; 

Pagamento das mudanças de nível, títulos e enquadramentos; 

Efetivação da gestão democrática; 

Pagamento de auxílio transporte e auxilio alimentação; 

Pagamento correto de triênios; 

Pagamento de regência no fundamental II; 

Pagamento da gratificação aos professores com alunos especiais; 

Enquadramentos para professores em cargos comissionados; 

Retirada dos professores em desvio de função; 

Alteração do Plano de Carreiras para inclusão da progressão na carreira dos secretários escolares e assistentes administrativos; 

Salas superlotadas, respeito à portaria de matrícula;


Siga-nos no Facebook: Portal Valle

Sem comentários