Últimas Notícias

TRUMP DESCONVIDA VENCEDORES DA NFL

Fonte: ESPN
Casa Branca afirma que Philadelphia Eagles 'abandonou seus torcedores'


O cancelamento da visita do Philadelphia Eagles à Casa Branca, sede do governo norte-americano, ganhou mais um capítulo nesta terça-feira, data prevista para acontecer o tradicional encontro dos campeões do Super Bowl com o presidente.

Em comunicado, a Secretária de Imprensa da Casa Branca, Sarah Huckabee Sanders, afirmou que sentiu uma “falta de boa fé” da equipe dos Eagles durante a discussão sobre o agendamento do evento.

De acordo com ela, a franquia notificou no dia 31 de maio que 81 pessoas atenderiam a cerimônia, que teria a presença de mil torcedores do time da Filadélfia. Porém, na sexta-feira, os Eagles tentaram remarcar o evento apesar de já ter sido anunciado que Trump viajaria para fora do país nas datas propostas.

“Infelizmente, os Eagles ofereceram mandar apenas um pequeno grupo de representante, enquanto deixava claro que a maior parte dos jogadores não atenderia o evento, apesar de planejarem estar em D.C. hoje. Em outras palavras, a grande maioria do time dos Eagles decidiu abandonar seus torcedores”, afirmaram.

Uma fonte do repórter Don Van Natta, da ESPN, garantiu que os jogadores que demonstraram a intenção de viajarem para Washington planejavam eventos em comunidades, incluindo visitas à escolas e centros comunitários.

Os Eagles não são os primeiros campeões a optarem por não se encontrarem com Donald Trump. Campeão da NBA na última temporada, o Golden State Warriors também trocou a visita por ações sociais em comunidades. Antes, o Chicago Cubs, campeão da World Series, antecipou a visita para encontrar Barack Obama, e não Trump.

Trump trava uma batalha com muitos jogadores da NFL por causa dos protestos durante o hino nacional. O gesto, iniciado por Colin Kaepernick contra a violência policial contra minorias, foi criticado pelo presidente em outubro de 2017, e rendeu uma nova e polêmica regra na liga de futebol americano.

Sem comentários