Últimas Notícias

LULA RECEBE SCHOLASTIQUE MUKASONGA E DIZ QUE O BRASIL PRECISA RETOMAR RELAÇÃO COM A ÁFRICA

Site Lula.com.br

Escritora sobrevivente do genocídio de Ruanda veio ao país para participar da Flip

Foto: Mauro Calove
Lula discutiu os avanços da relação Brasil África ao longo de seu governo

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva recebeu na tarde desta quarta-feira (2) a escritora de Ruanda Scholastique Mukasonga, autora dos romances históricos 'Nossa senhora do Nilo' e 'A mulher dos pés descalços'. Sobrevivente do massacre de Ruanda, Scholastique veio ao Brasil para participar da 15ª edição da Flip (Festa Literária Internacional de Paraty) e aproveitou a passagem pelo país para encontrar o ex-presidente.

Durante o encontro, Lula discutiu os avanços da relação Brasil África ao longo de seu governo e lamentou o retrocesso que a cooperação com os países africanos tem sofrido na atual gestão. "Fomos o governo que mais viajou à África. Temos uma dívida com o continente que não necessariamente precisa ser mensurada em dinheiro, mas sim em solidariedade", disse o ex-presidente. Entre as iniciativas, Lula citou como exemplo desde a inclusão do ensino de história da África nas escolas à inauguração da fábrica de medicamentos de vacinas anti-retrovirais e da universidade aberta em Moçambique, além da atuação da Embrapa no continente africano - iniciativas que tem sido descontinuadas pelo atual governo.

Scholastique, que vive na França - para onde foi enviada pela família da etnia tutsi durante o conflito em Ruanda -, falou sobre o massacre naquele país, sobre sua obra literária, a passagem pelo Brasil e o desejo de retornar ao país. "Tenho minha vida como escritora como um compromisso com a memória, para que o que aconteceu em Ruanda não caia no esquecimento", relatou. A autora afirmou que deseja voltar ao país e visitar, especialmente, o estado da Bahia. Scholastique também aproveitou a visita para prestar solidariedade a Lula. "Reconheço sua paixão pela luta e ela precisa continuar", disse, ao ressaltar a trajetória política do ex-presidente.

Cônsul da França, Brieuc Pont também acompanhou o encontro, que ocorreu na sede do Instituto Lula em São Paulo. 

Sem comentários