Últimas Notícias

MA: Na Casa de Apoio Ninar, pilates e dança serão oferecidos para estimular familiares e bebês


Fonte: SES
Texto: Jessica Wernz
Fotos: Julyane Galvão/SES
07/07/17 

Na Casa de Apoio Ninar, atividades específicas serão realizadas com as famílias das crianças atendidas no projeto. A proposta faz parte dos objetivos do espaço, implantado pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Saúde (SES), para acolher crianças com problemas de neurodesenvolvimento e seus familiares. Com as atividades, acompanhadas por profissionais especializados, o intuito é estimular quem acompanha as crianças no seu dia a dia, fortalecendo a autoestima dos familiares.

A professora de dança e pilates, Patrícia Medeiros, ressaltou os benefícios das atividades e como elas podem contribuir na rotina das famílias. “Esse é um trabalho que observa o todo, mas também as condições individuais e as potencialidades de cada um, incentivando o desenvolvimento das habilidades. A proposta é multiplicar esse trabalho para o interior do estado, fazendo com que as famílias possam levar um pouco do que foi aprendido aqui para as suas casas”, contou a profissional.   

A neuropediatra e diretora clínica da Casa de Apoio Ninar, Patrícia Sousa, conta que essas atividades integram o projeto, que também visa à estimulação da maternagem. “A maternagem é o vínculo que é criado entre a criança e quem cuida dela, que pode ser pais, tios, avós, dependendo de cada realidade. O projeto tem objetivo de fortalecer esse relacionamento e as atividades contribuem com o desenvolvimento desse processo”, destacou.

A terapeuta ocupacional e coordenadora da equipe de reabilitação, Valéria Ferreira, explicou como vai funcionar esse trabalho. “Haverá momentos que os pais estarão envolvidos em outras atividades, mas as crianças, assistidas por profissionais sempre estarão por perto. Todos serão acompanhados por toda a equipe especializada que trabalha na casa, que observará as particularidades de cada usuário e estará disposta a auxiliar da forma que for necessária”, disse.

Com a Cozinha Amiga, por exemplo, os familiares terão oportunidade de aprender novas técnicas de preparo de alimentos. Além da Cozinha Amiga, entre outras atividades oferecidas, estão aulas de dança e música, pilates e arteterapia. Eles contarão, ainda, com o acompanhamento de profissionais como psicólogos e psiquiatras. O objetivo é promover melhoria da qualidade de vida dos usuários dos serviços, ampliando o acesso a atividades, que nem sempre estão disponíveis na vida das famílias, especialmente das que moram no interior do estado.

Nenhum comentário