Últimas Notícias

Prefeitura amplia número de alunos com deficiência matriculados em salas regulares em Imperatriz


O objetivo é  fomentar, desenvolver e acompanhar as políticas públicas de inclusão
Para Mantoan, “inclusão é sair das escolas dos diferentes e promover a escola das diferenças”. Partindo dessa premissa, a rede municipal de ensino de Imperatriz tem se destacado no Maranhão e no Brasil em oferta de matrículas e ações de inclusão de alunos com deficiência em classes regulares.
Em 2009, o Setor de Inclusão e Atenção à Diversidade (SIADI) de responsabilidade da Secretaria Municipal de Educação (SEMED) passou por uma reestruturação com o objetivo de fomentar, desenvolver e acompanhar as políticas públicas de inclusão, oportunizando no ambiente escolar as relações de inclusão do sujeito, consigo e com os outros. Nesse sentido, a rede que atendia em 2009 apenas 124 alunos com deficiência, hoje atende aproximadamente 800 estudantes com deficiência incluídos nas salas regulares.
“Os projetos e ações realizadas em pouco mais de sete anos, proporcionaram o atendimento e acompanhamento de alunos com as mais diversas deficiências, alunos estes que antes estavam excluídos do processo educativo e hoje encontram-se matriculados em salas regulares, tendo acesso ao conteúdo da série/ano na qual se encontram, e no contra turno recebem Atendimento Educacional Especializado (AEE) em 23 Salas de Recursos Multifuncionais (SRM), dividas em pólos, distribuídos pela cidade. O resultado dos avanços nas ações de inclusão se refletem no número de alunos com deficiência matriculados na rede”; explicou Leila Lopes, coordenadora do SIADI.
Outro seguimento de atuação do setor é na oferta de Formação Continuada a professores e demais servidores da rede e comunidade, disponibilizando cursos como: Libras, Braille e Atendimento Educacional Especializado – AEE. Ao todo, mais de 700 profissionais já participaram destes cursos.  Além disso, foi inaugurada em 2012 a Escola Municipal de Educação Bilíngüe para Surdos Prof. Telasco P. Filho (a sétima do Brasil e a primeira do Maranhão) e em fevereiro de 2016 foi inaugurada a Biblioteca para pessoas com deficiência visual Louis Braille.
As 23 Salas de Recursos Multifuncionais estão localizadas nas escolas: Paulo Freire / Santos Dumont/ Tocantins/ Santa Tereza/ Santa Laura/ Presidente Costa e Silva/ Pequeno Príncipe/ Pedro Abreu/ Núcleo Santa Cruz/ Frei Tadeu/ Dom Marcelino/ Eliza Nunes/ Maranhense/ Darcy Ribeiro/ Santa Maria/ Pirangi/ Frei Manoel Procópio/ Marechal Rondon/ Prof. José Queiroz/ Marieta Albuquerque/ Castro Alves I/ Machado de Assis.
Luana Barros [ASCOM]

Nenhum comentário