Últimas Notícias

Julgamento de raças avalia os melhores animais durante 48ª Expoimp




Competição encerrou no sábado (09) e recebeu participantes de vários estados 

Em meio à vasta programação da Exposição Agropecuária de Imperatriz, o julgamento de raças é um momento onde os produtores escolhem seus melhores animais para serem avaliados em diversos fatores. 

De acordo com Cosme Otone, coordenador geral de julgamento, os principais são a precocidade, porte, musculatura e a conformidade do animal com as características da raça. “Quando falamos de raças voltadas para a produção de carne, então avaliaremos os exemplares da raça que se apresentam em melhor conformação para aquele objetivo”, explica Cosme.

A competição é dividida por categorias, onde o critério principal é a idade do animal. Para os machos temos competição bezerro, júnior menor, júnior maior, touro jovem e touro sênior. Já as fêmeas são enquadradas em bezerra, novilha menor, novilha maior, vaca jovem e vaca adulta. Cada uma dessas categorias classifica um campeão, que é qualificado para a grande final, onde todos os vencedores da primeira etapa competem entre si, tornando a disputa ainda mais acirrada.

O campeão geral do julgamento da raça Tabapuã foi o Júlio Lauri, paulista que participa de concursos desse tipo há cinco anos. Desde 2014 o produtor vem para a Expoimp como vendedor no leilão. “A gente aproveita da competição para melhorar o nosso desempenho e mostrar os animais que produzimos em larga escala”, reforça Júlio.

O julgamento dos animais da raça Manga Larga Marchador, cavalos e éguas que, como o próprio nome já diz, marcham ao invés de trotar, também tiveram destaque durante o julgamento. “A competição acontece há seis anos na Expoimp. Desde o segundo ano o concurso é especializado. Hoje temos 85 animais inscritos e mais de cinco estados participando do julgamento”, informa José Rafael Moura, presidente do Núcleo de Criadores de Manga Larga Marchador. 

Nas categorias de Égua Jovem, o vencedor foi o produtor tocantinense Raul Soares Azevedo. “Crio Manga Larga Marchador há cinco anos. Desde então participo de concursos e provas. Ano passado, inclusive, participei da Expoimp e conseguimos levar alguns prêmios pra casa”, explicou.

Brisa NH foi a vencedora na categoria égua, sua dona, Maria Ilza, contou que o animal participa de eventos há pouco tempo, mas que vem arrastando premiações. “A Brisa começou a participar de competições em 2015 e, além de vencer hoje na Expoimp, também levou o primeiro lugar em Teresina, em Belém e Paragominas”, disse.

Durante  quatro dias da 48ª Expoimp o julgamento de raças destacou os melhores animais, a classificação completa da competição pode ser conferida no site www.expoimp.com.br

Assessoria de Imprensa

Nenhum comentário